Mundo

Coreia do Norte exibe míssil balístico em parada: ‘arma mais poderosa do mundo’

misseis-balisticos-lancados-por-submarino-durante-um-desfile-militar Coreia do Norte exibe míssil balístico em parada: 'arma mais poderosa do mundo'A Coreia do Norte exibiu o que parecia ser um novo míssil balístico lançado por submarino (SLBM) em um desfile militar na noite desta quinta-feira (14), informou a mídia estatal, encerrando mais de uma semana de reuniões políticas com uma demonstração de poder do Exército.

“A arma mais poderosa do mundo, os mísseis balísticos de lançamento de submarino, entraram na praça uma após a outra, demonstrando o poder das forças armadas revolucionárias”, relatou a agência de notícias KCNA.

Vestido com um casaco de couro e um chapéu de pele, o líder Kim Jong Un sorriu e acenou enquanto supervisionava o desfile na Praça Kim Il Sung de Pyongyang, mostraram fotos da mídia estatal.

O desfile contou com fileiras de soldados marchando, bem como uma gama de equipamentos militares, incluindo tanques e lançadores de foguetes.

No final, uma série do que os analistas disseram parecer ser novas variantes de mísseis balísticos de curto alcance e SLBMs entraram na praça em caminhões.

A Coreia do Norte testou vários SLBMs debaixo d’água e analistas dizem que está procurando desenvolver um submarino operacional para transportar os mísseis.

Fotos divulgadas pela mídia estatal mostraram que o SLBM foi rotulado como Pukguksong-5, potencialmente marcando uma atualização sobre o Pukguksong-4 que foi revelado em um desfile militar maior em outubro.

“O novo míssil definitivamente parece mais longo”, disse Michael Duitsman, pesquisador do James Martin Center for Nonproliferation Studies, da Califórnia, no Twitter.

Ao contrário do desfile de outubro, o evento de quinta-feira não exibiu os maiores mísseis balísticos intercontinentais (ICBMs) da Coréia do Norte, que se acredita serem capazes de lançar uma ogiva nuclear para qualquer lugar dos Estados Unidos.

O Departamento de Defesa dos EUA não quis comentar o assunto. O governo da Coreia do Sul também não se pronunciou imediatamente sobre o desfile, mas o Ministério das Relações Exteriores disse que seu principal enviado nuclear havia discutido as recentes ações da Coréia do Norte com seu homólogo nos Estados Unidos.

O desfile em si não pretendia ser uma provocação, mas um sinal preocupante das prioridades de Pyongyang, disse Leif-Eric Easley, professor da Universidade Ewha em Seul.

“A economia está severamente prejudicada pelo fechamento de uma pandemia de fronteira, má gestão de políticas e sanções internacionais”, disse ele. “Apesar disso ou talvez por causa disso, Kim Jong Un sente a necessidade de devotar recursos escassos a outra exibição político-militar.”

Autoridades norte-coreanas se reuniram em Pyongyang para o primeiro congresso do partido desde 2016. Kim anunciou um novo plano de cinco anos para revitalizar a economia em face de crises causadas por medidas anticoronavírus, desastres naturais e sanções internacionais sobre o nuclear e programas de mísseis.

Suh Kune-yull, um professor da Universidade Nacional de Seul especializado em tecnologia nuclear, disse que o alcance e a atualização do SLBM não são tão importantes quanto a mensagem que Kim está tentando enviar ao organizar o congresso e o desfile militar diante do próximo presidente dos EUA Joe Biden, prestes a assumir o cargo.

“O mais importante é observar que este é o prenúncio da retomada dos testes nucleares que foram adiados”, disse ele. “O Norte está preparando o terreno antes que o governo Biden tome posse.”

A Coreia do Norte não testou uma bomba nuclear ou disparou seus ICBMs de maior alcance desde 2017, mas Kim sinalizou que não se sente mais vinculado a essa moratória autoimposta depois que as negociações de desnuclearização com o presidente dos EUA, Donald Trump, foram paralisadas.

Na quarta-feira, Kim Yo Jong, irmã de Kim Jong Un e membro do Comitê Central do partido no poder, chamou a Coreia do Sul de “idiotas de primeira classe” por monitorar sinais de desfile em Pyongyang no início desta semana.

O Pipoco

Jornalismo sério com credibilidade. A Verdade nunca anda sozinha. Apresentaremos fatos num jornalismo investigativo e independente. Com o único compromisso de mostrar para Você, Cidadão, o que acontece nos bastidores da Política; da Administração e Outros.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo