DestaquesParaíba

Vigilância em saúde de Monteiro é destaque e atinge todos os indicadores do PQAVS

centro-covid Vigilância em saúde de Monteiro é destaque e atinge todos os indicadores do PQAVSO trabalho que vem sendo realizado na área de vigilância em saúde na cidade de Monteiro na atual gestão tem sido cada vez mais reconhecido pela sua qualidade

Recentemente, o Departamento de Vigilância em Saúde, atingiu todos os indicadores do PQAVS (Programa de Qualificação das Ações de Vigilância em Saúde).

Os indicadores do PQAVS compõe o conjunto de iniciativas do Ministério da Saúde para o aperfeiçoamento do sistema único de saúde (SUS), voltados para a garantia do acesso integral às ações e serviços de qualidade de forma oportuna, contribuindo para a melhoria das condições de saúde da população, para a redução das iniquidades e para a produção da qualidade de vida dos brasileiros.

Vale destacar que a prefeita do município, Anna Lorena não mediu esforços para, entre outras ações gratificar os funcionários da vigilância em saúde que contribuíram para que esses indicadores fossem atingidos, como forma de reconhecimento pelo esforço profissional de cada servidor.

OS INDICADORES ATINGIDOS PELA VIGILÂNCIA EM MONTEIRO

Os indicadores que a equipe da vigilância em saúde de Monteiro atingiu através do seu trabalho dedicado foram:

  • INDICADOR 1 – Proporção de registros de óbitos alimentados no SIM até 60 dias após o final do mês de ocorrência.
  • INDICADOR 2 – Proporção de registros de nascidos vivos alimentados no Sinasc em relação ao estimado, recebidos na base federal até 60 dias após.
  • INDICADOR 4 – Proporção de vacinas selecionadas do Calendário Básico da Criança com cobertura vacinal preconizada.
  • INDICADOR 6 – Proporção de casos de doenças de notificação compulsória imediata, encerrados em até 60 dias após notificação.
  • INDICADOR 7 – Proporção de casos de malária que iniciaram tratamento em tempo oportuno.
  • INDICADOR 8 – Número de ciclos que atingiram mínimo de 80% de cobertura de imóveis visitados para controle vetorial de dengue.
  • INDICADOR 9 – Proporção de contatos intradomiciliares de casos novos de hanseníase examinados.
  • INDICADOR 10 – Proporção de contatos de casos novos de tuberculose pulmonar bacilífera examinados.
  • INDICADOR 11 – Número de testes de sífilis por gestante.
  • INDICADOR 12 – Número de testes de HIV realizado
Etiquetas

O Pipoco

Jornalismo sério com credibilidade. A Verdade nunca anda sozinha. Apresentaremos fatos num jornalismo investigativo e independente. Com o único compromisso de mostrar para Você, Cidadão, o que acontece nos bastidores da Política; da Administração e Outros.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar